Futuro do pretérito - Guilherme Ghisoni

Ensaio realizado com arquivos digitais corrompidos. Em um futuro não muito distante, quando nosso presente se tornar passado, o que restará de nossa cultura digital serão arquivos digitais corrompidos. A inevitável deterioração das mídias de armazenamento e os custos de armazenamento levarão à degradação desses arquivos. O nosso presente será, então, uma reconstrução anacrônica a partir dos fragmentos digitais por nós deixados.

Essa ideia me serve de analogia, para pensar o tempo no qual vivemos. Ainda não compreendemos as consequências da revolução digital que presenciamos nas últimas décadas e da nossa atual dependência do mundo digital. O real e o virtual agora são duas partes de uma enorme realidade estendida. Estamos todos conectados nessa realidade e passíveis de manipulação por aqueles que escrevem os algoritmos desse novo mundo ou detêm o poder de distorcer as informações de modo massificado. Esse poder de distorção massificada da informação tem profundas implicações sociais e políticas. Precisaremos de uma nova teoria do conhecimento, que faça frente a essa nova sofística. Esse é um trabalho que caberá a todos nós. Em meu ensaio fotográfico busco apenas expressar visualmente o que restará de nossas imagens no futuro.

Powered by SmugMug Log In